oj
Publicado por Redação | 25 de setembro de 2017
Melanie rebate críticas sobre sexualização infantil

Após a divulgação do seu novo vídeo “Mad Hatter” (que você pode assistir clicando aqui), Melanie se debateu com certos comentários que recebe desde o início de sua carreira, a sexualização da imagem infantil e a glamourização de problemas mentais.

Através de uma publicação no Instagram, Martinez publicou:

“Se você não gosta do surrealismo do pop, você provavelmente não irá gostar de mim. Se você não consegue entender que arte visual tem um significado profundo e apenas olha superficialmente, você provavelmente não entenderá meu trabalho. Se você não consegue entender que Cry Baby é uma personagem e que o primeiro álbum é uma representação de sua infância, e se você sexualiza artistas pop femininas diariamente, você dirá que “sexualizo bebês.” Se você não consegue entender porque alguém falaria sobre saúde mental, problemas da infância e adolescência, problemas familiares, e outros assuntos incômodos que nunca ouvimos falar na música pop, você provavelmente definirá minha música e arte como algo que “glamouriza problemas mentais” mesmo que boa parte das pessoas que acompanham o meu trabalho lidam com essas coisas no dia a dia e alguém precisa estar lá por eles. Então aqui estou eu.

Se você tiver problemas com minha música e arte e julga com tanta dureza minhas intenções, você deve parar de assistir. Porque, francamente, você simplesmente não entende.”

If you don’t like pop surrealism you probably won’t like me. If you can’t understand that visual art has a deeper meaning and you only look at it for face value you probably won’t get my work. If you can’t understand that crybaby is a character, that the first record is representative of her childhood, and If you sexualize female pop artists on the daily you’ll say I “sexualize babies.” If you can’t understand why someone would bring up mental health, growing pains from childhood to adolescence , family issues, and other uncomfortable topics we never hear about in pop music, you will probably just throw my music and art away as something that “glamorizes mental health issues” even though most of the people that resonate with my work Deal with these things on a day to day and someone needs to be there for them. So here I am. If you have issues with my music and art and judge it so harshly to the point of making up your own reason as to what my intentions where when making it, you should just stop watching it. Because quite frankly, you. Just. Don’t. Get. It.

Uma publicação compartilhada por Melanie Martinez (@littlebodybigheart) em

DESENVOLVIDO POR VINICIUS HUNTTER | MELANIE MARTINEZ BRASIL © 2015 - TODOS OS DIREITOS RESERVADOS.